Postagens

O Brasil ostenta o Cristianismo como principal bandeira religiosa por conhecimento ou por convicção?

 Camaragibe, 10 de setembro de 2021. Luiz Carlos Rodrigues da Silva¹ Nós estamos vivenciando uma onda de fundamentalismo em diversos setores da sociedade exemplos: na política e na religião. As recordações do passado ficam, para os defensores, como justificativa de que nos tempos anteriores a moralidade em ex cesso  regrava a sociedade o que resultaria no povo mais puro e com bons costumes . Na verdade não passa de uma ilusão e a história  denuncia que a falta de conhecimento era a promotora desta falsa sensação. O mais grave é quando este fundamentalismo é reproduzido no Cristianismo.  O Brasil ostenta em uma de suas bandeiras o número expressivo de habitantes considerados como cristãos. O cristianismo é uma religião monoteísta de proposta medular  baseada nos ensinamentos de Jesus de Nazaré - o Salvador Filho de Deus - que pregou a paz, fraternidade e o cuidado com o bem comum. Jesus Cristo denunciou opressões, denunciou a hipocrisia dos mestres da lei quando exigia do povo o rigoros

AOS CRUCIFICADOS DE HOJE: não basta apenas rezar é preciso ser profetas, denunciar as injustiças e anunciar a libertação

O cristianismo e o sentido da vida; por Pe. Ademir Guedes, cp

MAIS DE 400 MIL VÍTIMAS: precisamos construir um novo tempo e superar o egoísmo humano

É preciso abraçar as cruzes de hoje ancorado na Cruz esperançosa de Jesus

O erótico da Cruz

Uma campanha certa para tempos incertos; "Cristo é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade."

Deixar Deus partir; por Pe. Ademir Guedes, cp

Viver na Esperança um desafio para o hoje

Não podemos relativizar o vírus e nem ignorar a fome que cresce no Brasil

2020 nos apontou e temos a obrigação de caminhar para à Fraternidade Universal em 2021

Papa Francisco de coração Passionista: "Não podemos ver o rosto de Deus, mas podemos experimentá-lo ao olhar para nós quando honramos o rosto do próximo que nos ocupa com suas necessidades"

A busca pela sobrevivência, na sociedade, impulsionado pela sabedoria do sol; por Pe. Ademir Guedes

Uma reflexão sobre o perigo de relativizar a verdade cristã

MEDO E COMODISMO: a resistência ao novo e o perigo em evitar as consequências do caminho libertador

Compartilhe com seus amigos: